Conversas

12 jan

Segue resposta do amigo Diogo Watson (por e-mail) sobre o post anterior.

“Certo, alguns insights que apareceram a partir desse e-mail. Fique a vontade para passar adiante.

Eu acho pouco provável que o Reiki seja um segredo de famílias japonesas. O próprio Mikai Usui foi segregado pela sua família e pelo que sei poucos, ou nenhum, de seus decendentes continuou o que foi trazido por ele. Eu acredito que isso tem a ver também com o motivo pelo qual o reiki também não cresceu no Japão da mesma forma que no oriente. Na minha opinião, os efeitos do Reiki que vão além da simples cura mas que tem a ver com o ínício da manisfestação do verdadeiro eu do praticante é que não forma bem aceitos pela cultura japonesa. Explicando melhor, os nossos bloqueios e doenças não são criações somente nossas mas também da cultura que nos cerca. Por exemplo, eu posso ter um imensa dor nas omeoplatas por conter as emoções do coração, as suas necessidades espirituais, etc. Então eu começo o processo, começo a liberar essas emoções mas o ambiente, familia, sociedade, não dá suporte a essa mudança. Então começa um complicado conflito entre o interno e o externo. Vale lembrar que o Usui morreu realativamente cedo de ataque cardiaco, um sinal de que esse conflito estava operando dentro dele. A sociedade japonesa é rígida e não aceita bem a individualidade.

Mas acho que a pergunta da Kátia é em relação ao processo que levou a descoberta, o qual as nossas mentes ocidentais não referência exceto a milagre e “iluminações”. O que Usui fez não é nada exclusivo de santos e budas e qualquer um, com uma prática bem dirigida, é capaz de entrar em um estado similar e fazer o “dowload” do reiki por si mesmo ou até mesmo descobrir algo novo e tão interessante quanto o processo descoberto por Usui. Simplesmente Usui conseguiu, através do retiro, aumentar sua vibração e energia e se reconetar, a um certo nível, a energia universal e acessar o processo de reiki que estava por lá. Se assistiu Matrix, basta lembrar de Neo aprendendo Kung Fu por assimilação direta. Bom, quando a gente recebe uma grande quantidade de informação a gente leva tempo para processar. Pode levar horas, dias ou até mesmo anos. Na minha opinião Usui deve ter levado um bom tempo para processar o que havia acontecido, para transformar em linguagem o que tinha acontecido. Eu acredito que vários anos. Então, respondendo de perto a questão da Kátia, os símbolos podem ter sido parte do corpo energetico de Usui já a partir da primeira experiência, mas pode ter levado um bom tempo até ele memso descobrir sua existência, que podem ter surgido a partir de sonhos, a partir da experiência. E de qualquer forma pode ter levado um bom para entender o seu uso. Eles também podem ter vindo depois, aos poucos, como fruto de experiências parecidas, mas menores que a original.”

Na verdade, Diogo, não podemos esquecer que somos seres programados por uma órdem superior, inclusive com nossas “descobertas”, desafios, conlitos , alegrias e tristezas. O que não está programado pela órdem superior é como reagiremos a isso, embiora até nossas falhas sejam “esperadas” por essa mesma órdem superior que podemos chamar de Deus.
Informações obtidas através de revelações é que o reiki, não foi entregue para o oriente usar, necessariamente. Assim como a umbanda   não é um sincretismo africano como muitos acreditam e daí tanta controvercia.
Concordo que criamos bloqueios e doenças e muitos são reforçados pelo meio em que vivemos, mas esses mesmos bloqueios ou doenças não estariam aí se agissemos conforme o esperado para nossas ações, usamos aqui mal o nosso livre arbítrio.
Quanto a ataque cardíaco, tenho pra mim que é uma das mortes mais nobres que tem. Abre-se a porta de outra dimensão e v. simplesmente passa, sendo útil até o último instante. Pode ser uma morte por conflito ou simples liberação plena do chakra cardíaco. Muitas das pessoas que respeitei muito pela sabedoria, tiveram uma morte assim, abençoada, o que me leva a crer nisso, na liberação do cardíaco para desprendimento da alma.
Acho que ainda temos muito para aprender e muito nos será revelado ainda, ou muito já poderia ter sido revelado, se já tivessemos prontos. O próprio reiki  e outras revelações sagradas, quando cai em  algumas mãos, estas as promiscuem. Reafirmo porém que o reiki, embora nos métodos de iniciação ou aplicação podem ser usadas de forma errada, na energia é impossível, porque apesar de usar um canal material para ser transmitida ela só transita por canais desenferrujados, então, mesmo que alguém diga ser reikiano, se não houve a iniciação o reiki não passa por essa pessoa e mesmo após a iniciação que pode ter sido muito bem feita, mas se os canais se obstruem com maledicencia, ódio, rancor, etc…o reiki dessa pessoa não terá efeito e ela estará apenas usando a energia pranica e não a reikiana, contaminando ainda mais seu ser com as impurezas que deveria estar curando da pessoa tratada. Portanto, muito cuidado com autoinicações, com dimensões energéticas descoinhecidas ou mesmo com mestres que não tenham sido testados por voces em sua honra de servir.

Beijo no coração de todos.

PS: Lembrando que debates e conversas podem ser melhor desenvolvidos na comunidade do site.

Twitter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: